R$40 OFF com duas jaquetas na sacola

Frete grátis para todo Brasil

< Universo Hoffen

Conheça os mitos do couro sintético e abandone de vez o couro animal


A qualidade do couro sintético caminha com o avanço tecnológico, mas é inegável que para alguns a escolha dessa alternativa aparenta ser um risco. Você já pode desapegar dessa crença.

Couro Jaquetas Hoffen

Quando o assunto é jaquetas de couro, você provavelmente já ouviu alguém dizer, ou leu em algum lugar, a seguinte frase: "Mas é couro mesmo?", "Se não for legitimo, não presta!". A origem destas questões, surge da premissa a qual o único material com sinônimo de qualidade neste seguimento da indústria da moda, é o de origem animal. Mas por que esse preceito surgiu?

Há muito tempo, os nossos ancestrais utilizavam-se da pele de animais para se aquecer. Conforme a evolução do homem, a tecnologia avançou e possibilitou a descoberta do tecido, de forma a qual grande parte da humanidade substituiu o uso de vestuário de origem animal, para fibras naturais. Assim como um dia, substituímos a pena com o tinteiro, por uma caneta esferográfica ou hidrográfica, ou os cavalos e as charretes por veículos motorizados.

O homem moderno tende a se adaptar e seguir as novas alternativas que vem de acordo com o seu próprio desenvolvimento, para facilitar as nossas vidas. Ousamos afirmar que o material sintético simboliza pura evolução, afinal, ele surgiu junto aos avanços tecnológicos, se bem preparado, pode durar por muitos anos. Além de possuir um preço mais acessível, não destruir ou agredir o meio ambiente, e o principal, não abater animais.

Além disso, o couro animal é conhecido pelo mau cheiro que exala com o tempo, ficar rígido e craquelado caso não haja a hidratação periódica, e um tratamento especial para guardar, para evitar problemas com manchas, mofo e dobras, o que demanda maior trabalho para a manutenção do material, mesmo após o consumo.

A alternativa sintética

Material das Jaquetas Hoffen

O couro sintético ou ecológico, é real. Afinal, se o termo "couro" remete a origem animal, logo o modificador "sintético" é justamente para informar que é uma reprodução, usando material sintético. Você sabia que somente no Brasil, há a lei que proíbe as empresas a usarem o termo, "couro sintético"? Mas não porque o de origam animal é o único com sinônimo de qualidade, mas devido a empresas que não deixavam essa informação clara, mantendo nas chamadas apenas "Produto de Couro" e a informação que é sintética ficava escondida, o que acabava induzindo o consumidor ao erro. Tanto que, internacionalmente, o termo "Faux Leather" é extremamente comum, até mesmo entre as grandes marcas e marketplaces.

Aqui, queremos mostrar que não é de origem animal mesmo, e mais do que isso, todos os atributos dele, é justamente por ser sintético. A tecnologia já possibilita a produção de material sintético com um visual e durabilidade que excedem expectativas. Pois afinal, não é apenas o material utilizado que determina sua qualidade e longividade, mas principalmente o seu preparo. Se considerarmos que é possível alcançar um alto padrão de qualidade, poupar vidas, acabar com o despejo de material poluente no meio ambiente, e ainda pagar menos por isso, só em consumir uma peça ecologicamente sintética, não temos motivos para nutrir o pensamento de que somente o couro de origem animal é de valor. Mas se ainda assim, optamos pelo uso de materiais de origem animal, não só em jaquetas, mas também em bolsas, sapatos ou estofados, estamos de forma hermética, fortalecendo um ego criado a custa de vidas, de qualidade de vida e deixando de viver em um planeta melhor.